BH DICAS

Livro conta os 5 anos de história do Projeto Lá da Favelinha

  • Avatar
  • por em 12 de janeiro de 2021

O livro colaborativo sobre o Lá da Favelinha conta os detalhes e bastidores do percurso do projeto desde a criação. Eu adorei!

Livro la da favelinha

Foto do livro La da Favelinha

Quando vi Kdu dos Anjos anunciando o livro “Lá da Favelinha”, fiquei curiosa. Sou fã do trabalho dele, acompanho de longe com muita admiração e tive oportunidade de conhecer o grupo de dança do projeto no carnaval, no bloco Me Beija que eu sou pagodeiro e também no Então Brilha. 

O Centro Cultural Lá da Favelinha é uma iniciativa independente e sem fins lucrativos que surgiu em 2015, na vila Novo São Lucas, no Aglomerado da Serra, em Belo Horizonte. Em cinco anos de história, transformou o que antes era uma biblioteca comunitária e uma oficina de rap em um espaço cultural, político e de resistência, com grande potencial artístico, cultural e empreendedor.

O livro conta a história e conquistas mais importantes da Favelinha e foi escrito por seus artistas, parceiros e colaboradores. Cada um conta sobre o conhecimento artístico, prático e intelectual que fez o projeto crescer e mostra a atuação do Lá da Favelinha provocando transformações na realidade da comunidade e da cidade.

Corri para comprar pela editora Crivo Editorial, chegou supeeer rápido mas só pude parar para ler, no fim do ano, quando fui passar uns dias no sítio.  Vale a pena conhecer a Crivo Editorial que tem o objetivo de ampliar o olhar para Belo Horizonte, abraçando temas em prol dos direitos humanos, da diversidade e da cultura.

Para comprar, é aqui.

Entre os projetos e conquistas como exposições, parklet da favelinha, Mcs, barraco do Kdu , Disputa Nervosa, tem o Remexe. Uma oficina de roupas que envolveu o grupo de moradores das comunidades da Serra, sendo viabilizada pelo Sebrae – MG, com doação de brechós e material cedido pela Vista Eventos, e com vários colaboradores, que foi além. Para conhecer, veja aqui

Acho que você vai gostar do livro.

Um beijo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.